Dia 03 de Novembro, estreia "Memórias Marginais: corpos em estado de desapropriação" Núcle


A intervenção “Memórias Marginais – corpos em estado de desapropriação” conta a história dos moradores e moradoras da Rua Urutu, situada entre as estações de Ermelino Matarazzo e São Miguel Paulista, local que vive sob iminência de desapropriação para construção de uma nova estação de trem. A fim de dividir as memórias marginais desta rua sem saída, do lado leste de São Paulo, o grupo vive hoje a construção de uma intervenção urbana e a produção e captação de um documentário, debruçados na sensação destes corpos atravessados pelo “não lugar”.


Desapropriação de si, do desejo de estar e ser. A obra é feita para o cenário urbano e é construída a partir da vivência dos intérpretes-criadores junto a este lugar. Com trilha sonora ao vivo na voz do cantor e multiartista Renato Pessoa e do instrumentalista Luciano Sallun, daremos movimento as histórias de uma rua, uma praça em ruínas e questões sobre um lugar que sofre a mais de 20 anos com a possível desapropriação.

Este projeto ganhou viabilidade através da 23ª Edição da Lei de Fomento à Dança da cidade de São Paulo, que está em vigência desde Janeiro de 2018, com prazo para término em Dezembro do mesmo ano.

SINOPSE

Corpos em estado de desapropriação. A serpente corta os trilhos de ferro, deixando claro que quem "manda" é a força e velocidade, assim aumentamos nosso tom de voz ao não conseguir escutar as palavras certeiras de Dona Severina. Memórias à margem, sendo esquecidas e deixadas para trás, as brincadeiras estão sendo ocupadas pelos dedos ágeis nas telas que brilham nos olhos de quem foi ensinado a não enxergar; memórias marginais, lapsos de memórias que passam, sem foco, ofuscadas pelos flashes das câmeras sem filme. Paralelo ao risco, mais um ponto no extremo leste que está para ser apagado do mapa. E, junto a isso, todas as histórias de vida dos migrantes que construíram àqueles becos. Um ponto, um risco, uma rua - como tantas outras da periferia da cidade e suas memórias marginais.


FICHA TÉCNICA

Direção: Edson Lima

Elenco: Edson Lima, Joyci Morgado, Jan Leca, Edi Oliveira e Lu AfroBreak.

Artistas formadores: Ana Carolina Marinho, Silvana de Jesus, Pedro Santos e Henrique Lima.

Artistas Provocadores: Marcio Greyk e Alberto Magno.

Trilha original: Renato Pessoa, Luciano Sallun.

Ensaiadora: Suzana Mafra. Figurino: Carlos Alberto Gardin.

Social media: Joelma Souza.

Contrarregra: Bruno Fuziwara.

Produção artística: Yasmin Ribeiro.

Produção executiva: Gustavo Soares.

Registros: Aluãn Pereira.

SERVIÇO

Estreia "Memórias Marginais: corpos em estado de desapropriação". Núcleo Ximbra.

Data: 03 de Novembro de 2018.

Horário: 17h30.

Local: Rua Urutu. Rua Urutu – Jardim Matarazzo, São Paulo – SP, 03813250.

Duração: 70min.

Classificação: Livre.

Valor do Ingresso: Gratuito.

#NúcleoXimbra

15 visualizações

Apoio

© 2020 - Site em Creative Commons - SigoSom - PI

© 2017 - Associação de Arte e Cultura Periferia Invisível