Marisa Monte e Arnaldo Antunes acusam Doria de uso ilegal da música "Ainda bem"


Os cantores e compositores Marisa Monte e Arnaldo Antunes publicaram nesta quarta-feira (29), em suas redes sociais uma nota de repúdio sobre a utilização não autorizada da música "Ainda Bem", na voz de Marisa, pelo prefeito João Doria (PSDB). O música é ouvida em um vídeo promocional feito pelo prefeito em agosto para apresentar o resultado das obras da prefeitura no Parque Ibirapuera. Segundo Marisa desde que se comunicaram o prefeito, o mesmo se recura a deletar as informações de suas contas no Twitter e no Youtube.


"O vídeo em questão, com mais de 100 mil visualizações e diversos compartilhamentos, faz uso não autorizado da canção “Ainda Bem”, de nossa autoria (em gravação com interpretação de Marisa), como música de fundo, visando promover as atividades do prefeito, suas parcerias institucionais e comerciais, inclusive citando nominalmente uma marca de artigos esportivos." Eles citam no texto publicado.

"Nos sentimos ultrajados e lesados em nosso direito patrimonial e moral, uma vez que, além de não termos sido sequer consultados, nunca permitimos o uso de nenhuma de nossas canções para fins políticos. Queremos deixar claro que a nossa motivação jamais foi financeira, e sim educativa. Enquanto autores e artistas, esperamos respeito à Lei de Direitos Autorais." texto retirado da nota oficial.

Os compositores contam ainda sugeriram que Dória fizesse uma doação para à Sociedade Viva Cazuza, que cuida de crianças portadoras de HIV.

"Fomos extremamente pacientes e cuidadosos na condução da questão. Sugerimos, inclusive, como forma de solução amigável que, num gesto de boa vontade, respeito e reparação simbólica à classe dos autores, fosse efetuada uma doação à Sociedade Viva Cazuza, que cuida de crianças portadoras de HIV na cidade do Rio de Janeiro e se sustenta de direitos autorais do autor e artista Cazuza."

O Facebook e Instagram deletaram as publicações do prefeito assim que foram notificados, tentamos acessar pela manhã os links do Twitter e no Youtube que são citados na nota que fizeram, mas já não existia, o que podemos entender que foi retirado das redes sociais, e que a notificação chegou até o João Doria.

Confira a nota acessando o Link

Nota de Esclarecimento


2 visualizações

Apoio

© 2020 - Site em Creative Commons - SigoSom - PI

© 2017 - Associação de Arte e Cultura Periferia Invisível